Isso é o que uma estatística sobre os assinantes de Netflix quer provar

Estima-se que 50% do tempo gasto pelos europeus assistindo a Netflix e Amazon Prime se torne “não-inglês” até 2030.

Como assim? 

Atualmente, 22% dos filmes e séries assistidos nos dois serviços de streaming que lideram o mercado já não possuem a língua inglesa como a principal — veja o caso de Squid Games e Lupin (séries Netflix).

Há dois anos, a quantidade de tempo em programas de língua não-inglesa era duas vezes menor, girando na casa dos 10%, o que mostra um avanço rápido.

A razão disso é curiosa… 

Com a concorrência no mercado de origem, os EUA, os streamings viram o crescimento de assinantes norte-americanos diminuir e a estratégia de aquisição de público se virou para o mercado internacional.

Não é à toa que a Netflix planeja gastar metade da verba de produção de conteúdo original — de US$ 17 bilhões — fora dos Estados Unidos, e que a Amazon Prime tenha dobrado a exibição de programas não-ingleses desde 2019.

O mais legal de tudo isso?

A parte cultural da coisa. Por serem plataformas globais, ao investirem em conteúdos e produções locais possívelmente virais, a cultura, os costumes e as tradições de países que você não conhecia começam a se tornar mais difundidos.

Exemplo rápido: O interesse pela língua coreana aumentou em 76% no Reino Unido e 40% nos Estados Unidos durante as duas semanas após a estreia de Squid Games.

Zoom out: Outro aspecto positivo da produção local é o incentivo ao setor no próprio país e maior possibilidade para grandes atores e atrizes. É o caso da Camila Queiroz por aqui, que deixou a Globo, mas já tem uma série própria na Netflix.

E aqui trago mais uma reflexão pra você.

Já pensou em buscar o seu mercado para produzir algo para fora das nossas fronteiras? Ou mesmo produzir em outra língua?

Difícil? Sem dúvida que é!
Impossível? NUNCA!

E aí vou mais além.

É menos complexo você conseguir apoios para fazer algo fora da caixa apostando em uma tendência futura do que você conseguir algo para produzir um material que já está sendo avaliado no mercado e próximo de se tornar padrão.

Fonte: the news

Tagged , , , ,

Leave a Reply

Your email address will not be published.